Namoro durante a viagem

O método do trabalho é qualitativo e exploratório, sendo composto por três estudos distintos e complementares.

O primeiro estudo envolveu relatos de dois casais durante a experiência de viagem dos mesmos. O segundo estudo é composto por narrativas de viagem a dois por uma das partes do casal, com roteiro semiestruturado. O terceiro estudo abarcou entrevistas em profundidade com casais que possuíam acima de 18 anos e viajaram a lazer pelo menos uma vez nos 12 meses anteriores à data da coleta de dados. Assim, organizações de destino turístico devem identificar interesse em comum do casal para melhor atendê-los.


  1. sms para pedir em namoro.
  2. diferença entre ficar namorar e pegar.
  3. sofrimento apos termino de namoro.
  4. Máxima · Durante viagem internacional, Flávia Pavanelli posa agarradinha com Junior Mendonza;
  5. app para encontrar musica nueva.
  6. Escolha o melhor local para a viagem a dois.
  7. Como aproveitar melhor as viagens a dois?!

As contribuições do estudo remetem à abordagem da experiência em grupo ao invés da perspectiva individual. The tourism experience is a term which is associated with multiple interpretations that permeate the environment, people and other components of the activity. The objective of this article is to identify the essence of memorable leisure trips of couples, considering that the trip of couples is still little studied.

The work method is qualitative and exploratory, composed of three different and complementary studies. The first study included stories of two couples during their travel experience. The second study is composed of narratives of couple trips described by one of the parts of the pair, with semi structured script. The third study covered in-depth interviews with couples who were older than 18 years and traveled for leisure at least once in the 12 months prior to the date of data collection.

The data analysis was done through content analysis, through thematic categorization of the text. The results show that the couple trip provides the creation of memorable events, in which the stories and situations lived can be shared later between the couple and their acquaintances. In addition to routine escape, fun and relaxation, commemorative dates and passions in common are also motivating for the couple's travels. Thus, tourism destination organizations should identify common interest of the couple to better serve them.

The contributions of the study refer to the group experience approach rather than the individual perspective. El objetivo de este artículo es comprender las particularidades de viajes memorables de parejas, teniendo en cuenta que el viaje a dos todavía es poco estudiado. El método del trabajo es cualitativo y exploratorio, compuesto por tres estudios distintos y complementarios.

Isabella Santoni beija muito durante viagem com namorado, Caio Vaz | Contigo!

El primer estudio incluyó relatos de dos parejas durante la experiencia de viaje de los mismos. El segundo estudio es compuesto por narrativas de viaje a dos por una de las partes de la pareja, con guión semiestructurado. El tercer estudio abarcó entrevistas en profundidad con parejas mayores de 18 años y que viajaron por ocio al menos una vez en los 12 meses anteriores a la fecha de la recolección de datos.

Los resultados demuestran que el viaje a dos proporciona la creación de eventos memorables, en que las historias y situaciones vividas pueden ser compartidas posteriormente entre la pareja y sus conocidos.

MAIS LIDAS

Las contribuciones del estudio se refieren al enfoque de la experiencia en grupo en lugar de la perspectiva individual. Alguns estudos apontam que a literatura de marketing reforça a necessidade de se estudar os consumidores em uma perspectiva grupal ao invés da individual Lawson, É particularmente a perspectiva da abordagem da experiência em grupo, especificamente, a experiência turística de casais, que é foco dessa pesquisa.

Par formado por macho e fêmea. Par formado pelo cônjuge.

Namorado de Anitta exibe 'tanquinho' durante viagem à Grécia

Com isso, pretende-se entender as experiências de viagens de casais dentro de uma abordagem inclusiva. Desse modo, identifica-se uma lacuna para estudos que incluam grupos de indivíduos, ao invés de pesquisas em perspectivas individuais. Diante do exposto, a pergunta que norteia esse trabalho é: Qual a essência da experiência de casais de brasileiros que viajam a lazer? Ademais, inova-se ao investigar a experiência de viagens abarcando o casal como objeto de estudo. Em outras palavras, ao trabalhar a experiência do casal em conjunto, o estudo se distingue da perspectiva individual a qual é dominante nos estudos sobre o tema.

Prefeitura de SP fará testes de covid-19 nos 96 distritos do município

Oh, Fiore e Jeoung e Song et al. Oh et al. No estudo de Song et al. Assim, pretende-se aprofundar no entendimento das relações interpessoais como criadora de memórias marcantes de uma experiência turística. Trigo , p. Ou seja, o grau de empatia e proximidade culturais compartilhados entre viajantes e empregados influenciam na entrega da experiência ao turista.

Um dos caminhos acadêmicos é o estudo da relevância das relações interpessoais para a experiência vivida. Visando responder ao problema de pesquisa e atingir aos objetivos propostos, esta pesquisa foi qualitativa e exploratória. Com isso, a pesquisa contou com três etapas metodológicas distintas.

O primeiro estudo foi composto por dois relatos de viagens de casais que viajaram com seu parceiro a e que foram escolhidos por acessibilidade e por concordaram em participar do estudo. Logo, o primeiro casal é formado por noivos, de nacionalidades distintas, residentes no exterior, que viaja com interesse de montar um negócio próprio. Apesar de nenhum tipo de roteiro estruturado ter sido utilizado como instrumento, os casais receberam orientações sobre quais informações eram de interesse dos pesquisadores, a frequência de envio dos relatos e demais informações pertinentes.

Outros aspectos como relacionamento com prestadores de serviços e experiências positivas e negativas vividas no local também foram descritos pelos participantes. Os participantes foram convidados a escrever sobre suas experiências turísticas que foram feitas com uma ou mais pessoas por meio de um texto narrativo. Ao todo, 22 indivíduos escreveram narrativas pautadas em um roteiro semiestruturado.

Desse total, 9 textos foram excluídos do estudo por narrar viagens com grupo de amigos ou familiares. Assim, apenas relatos de viagens de casais foram mantidos, totalizando 13 narrativas individuais. O segundo estudo é constituído por 13 narrativas de viagem que foram guiadas por um roteiro semiestruturado Quadro 1.

O estudo 3 envolveu a técnica bola-de-neve, em que três casais foram selecionados por conveniência iniciar o estudo e eram solicitados a indicar outros casais que poderiam ser entrevistados para dar continuidade à pesquisa. As entrevistas foram conduzidas por casal, totalizando 11 casais 22 indivíduos. A entrevista em profundidade é, em geral, aplicada individualmente.

Utilizou-se um roteiro de entrevistas semiestruturado, visando dar flexibilidade ao pesquisador para aprofundar em questões que surgissem durante a entrevista.

Cantora troca farpas com Luana Piovani após assumir namoro

O roteiro do estudo 2 foi adaptado para as entrevistas do estudo 3. Portanto, a coleta dos dados se encerrou ao alcançar 11 casais entrevistados. Buscou-se comparar as respostas dos casais entrevistados, procurando elementos em comum e também específicos de cada casal. O estudo 1 é fruto de dois relatos de viagem de casais que foram escolhidos por se tratarem de casais em situações distintas de muitos casais existentes. O casal se conheceu em Dubai em e convive diariamente com as diferenças culturais, religiosas, linguísticas e gastronômicas.

O casal, na época da viagem estava passando por momento distinto no relacionamento, no qual iriam começar a morar juntos. Os achados do estudo 1 demonstraram que ambos os casais possuem diversas paixões em comum e as viagens juntos permitem o compartilhamento dessas experiências entre o casal. O trecho a seguir destaca este inter-relacionamento:. Patrício é um colecionador de antiguidades apaixonado pela história do Brasil, assim como Arlindo e eu. Kim aponta que o envolvimento com a cultura local e as experiências turísticas aumenta a capacidade de lembrança das experiências passadas.

Jantar do casal 2, Amélia e Arlindo. De fato, adorei. Casal 2, Amélia e Arlindo. Casal 1, Tereza e Munir. Com isso, entendeu-se que outras estratégias de pesquisa poderiam contribuir para o entendimento das particularidades das viagens de casais. Das 13 narrativas, dois participantes relataram ser homossexuais e os demais heterossexuais. Um dos tópicos identificados à posteriori neste estudo envolve as motivações para as viagens de casais.

Desejo em comum de viajar e oportunidade de uma folga ou feriado para passar um tempo juntos saindo da rotina. O relato abaixo corrobora o estudo de Kim , segundo o qual o descanso é valorizado pelos turistas como um benefício psicológico proporcionado pela viagem.

admin